Big Data, estimulando boas mudanças na Construção Civil

Descubra algumas maneiras pelas quais o big data está ajudando a indústria de engenharia civil.

O big data tornou-se parte integrante de todos os setores nos últimos tempos, e o advento da era digital impulsionou seu crescimento. Estamos observando como o big data e a análise são essenciais para transformar a indústria da construção de imóveis em Santo André.

Com ferramentas como software de gerenciamento, BIM e análise de dados em tempo real, o big data revolucionou a metodologia fundamental da indústria da construção para melhor.

O domínio da construção tem muito a ganhar ao adotar o big data, pois o campo usa uma grande quantidade de dados. Assim, os profissionais da indústria da construção podem se aprimorar para carreiras de sucesso aprendendo big data.

Vários cursos fundem big data e engenharia civil para permitir que os profissionais usem o melhor de ambos os domínios na criação de projetos de construção de classe mundial.

Se você ainda não está familiarizado com as maravilhas da análise de big data e sua aplicação na indústria de construção de imóveis, aqui discutimos algumas maneiras pelas quais o big data está ajudando a indústria de engenharia civil.

Mantém uma força de trabalho saudável e segura

Além dos dados acionados por sensores que fornecem insights cruciais sobre a produtividade e eficiência da planta e equipamentos, os dispositivos vestíveis habilitados por sensores de big data estão tendo um impacto profundo na melhoria das condições de trabalho para o pessoal do local de trabalho.

Esses sensores não apenas monitoram as condições ambientais que afetam a segurança do trabalho, mas os sensores biométricos dentro do wearable podem monitorar a saúde dos trabalhadores. Uma força de trabalho feliz é uma força de trabalho produtiva.

Ajuda na coleta de dados de campo

A coleta de dados de campo é um grande obstáculo para vários projetos de construção no século 21 feitos para quem quer comprar apartamentos em Santo André. Algumas organizações de engenharia civil ainda usam formulários em papel e pranchetas para registrar os dados de campo.

No entanto, conforme o tamanho do projeto aumenta, a quantidade de dados de campo também aumenta. Os projetos de construção modernos são altamente complexos, tornando a coleta de dados de campo uma tarefa mais difícil.

Ao atualizar a coleta de dados para métodos digitais, a indústria de engenharia civil pode coletar dados de forma rápida e mais estruturada. Assim, as empresas de engenharia economizam dinheiro, horas humanas e outros recursos valiosos usando big data.

O big data também ajuda os engenheiros civis a segregar e organizar os dados de maneira eficaz, juntamente com sua coleta. A categorização sistemática dos dados de campo torna mais fácil para os engenheiros formularem seus planos.

Os engenheiros civis não precisam mais gastar incontáveis ​​horas processando os dados de campo, pois o big data cuida dessa tarefa rotineira. 

Mitigação de riscos

A coleta e análise de big data de projetos de construção podem ajudar a identificar riscos e problemas potenciais.

Por exemplo, ao analisar a produtividade de recursos-chave, como mão de obra e equipamento, as soluções de big data podem informar a equipe do projeto sobre possíveis atrasos, fadiga e tempo geral do projeto e estouros de custo.

Além disso, ao coletar dados estruturados e não estruturados, é possível sobrepor informações centradas no projeto com dados corporativos para ajudar a identificar tendências.

Se uma tendência negativa for ignorada, todo o negócio pode ficar exposto a riscos inaceitáveis.

Preveja e prossiga

Análise preditiva é uma ferramenta altamente benéfica para engenheiros civis. Ele ajuda na avaliação e improvisação em estruturas de divisão de trabalho (WBS).

Isso torna mais fácil combinar as pessoas certas para as tarefas certas no momento certo. A análise preditiva torna possível dividir cada tarefa em pacotes de trabalho individuais.

Ao dividir as tarefas, os engenheiros civis podem mapear as expectativas com eficácia e ter uma implementação rápida. Além disso, as análises preditivas anteriores e a documentação do projeto ajudam muito no reconhecimento de obstáculos e etapas erradas.

Essas análises também ajudam a criar medidas corretivas medindo as habilidades implantadas em relação ao trabalho realizado e às tarefas críticas do projeto em relação aos prazos. A análise preditiva também é benéfica no braço de aprendizagem e desenvolvimento da engenharia civil.

A análise de big data facilitou o desenvolvimento de programas de aprendizagem que ajudam a aprimorar as habilidades da equipe sem comprometer quaisquer atividades.

Muitas vezes, os projetos de construção para quem quer comprar apartamentos são atrasados ​​devido à alocação inadequada de recursos. No entanto, a análise avançada permite que as empresas de construção tenham alocação de recursos e delegação de trabalho econômica.

Portanto, o uso de análises de Big Data aumenta as chances de aprovação das recomendações de design.

Melhora a produtividade da planta e dos equipamentos

Os sensores de big data são usados ​​em canteiros de obras modernas para coletar dados da planta e do maquinário para impulsionar as melhorias de produtividade.

Ter esses dispositivos conectados a equipamentos operacionais no local gera uma grande quantidade de informações sobre o desempenho e a utilização das máquinas instrumentadas.

Os dados do sensor podem mostrar os tempos de inatividade e ativos do maquinário de construção, mostrando aos empreiteiros como aumentar a eficiência do combustível e a produtividade e informa se é mais econômico comprar, arrendar ou alugar esse tipo de maquinário.

Integração BIM e Big Data

A ferramenta de tecnologia BIM tornou a indústria da construção mais econômica e ambientalmente sustentável, aumentando a eficiência energética na construção.

Com o BIM, os empreiteiros podem visualizar cada etapa do processo de construção, o que agiliza o processo e reduz o desperdício. A tecnologia preditiva de big data está no cerne do BIM. Ajuda a criar uma construção mais sustentável.

Usando o BIM, um subcontratado pode usar dados de projetos de construção anteriores para estimar quanto ele precisa de um material específico para projetos futuros com base em várias variáveis.

A capacidade de visualização, habilitada pelo BIM, economiza tempo, trabalho e materiais em um projeto.

As empresas de construção podem economizar mais custos durante as reformas de edifícios mais antigos devido à sua natureza tradicionalmente ineficiente em termos de energia.

A análise de energia BIM está ajudando os engenheiros civis a melhorar a eficiência energética dos projetos de construção e a reduzir o desperdício de material. Assim, o BIM está beneficiando todas as partes interessadas, criando um ambiente mais sustentável.

Se curtiu o artigo, vá até as nossas redes sociais e nos siga para ter acesso a mais conteúdos legais!

Receba todas as nossas novidades sobre a construção civil

Cadastre-se agora na nossa newsletter, é grátis.

Downloads

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :

Posts relacionados

Construtechs ganham cada vez mais destaque no mercado

Trabalho em altura: 8 medidas para profissionais da construção

PBQP-H: o que é e como construtoras podem aderir ao programa

Economize 80% de tempo na hora de fazer orçamento de obras

Aumente a produtividade e competitividade do seu negócio com o suporte do software líder do mercado.