Cálculo de materiais de construção: 9 dicas para economizar

O cálculo de materiais de construção civil é fundamental para economizar na obra. Ele deve ser feito de maneira adequada, nem estimando acima do real, tampouco abaixo. Para fazer isso é necessário que sejam seguidas algumas dicas relativas a essa importante conta.

Com o intuito de deixar dicas sobre como economizar materiais, fizemos esse artigo. Falaremos sobre como calcular a quantidade de materiais de construção e ao final deixaremos as principais dicas para economizar nessa etapa. 

Continue lendo e confira!

Como calcular a quantidade de materiais de construção?

Existem diversas técnicas que podem ser realizadas para calcular a quantidade de materiais necessários para a construção, seja levantamento quantitativo ou cálculo de materiais de construção por metro quadrado.

De maneira geral, existem estimativas que tornam possível conhecer qual é o consumo de cada material. São valores médios baseados no consumo de obras genéricos. Vale destacar que esses dados servem apenas para um referencial e não devem ser usados como dados para gerar os pedidos.

Para iniciar o cálculo adequado para os materiais necessários em uma construção, é necessário seguir à risca as determinações expressas por engenheiros e arquitetos em seus projetos.

Esses profissionais que informam no projeto, por meio dos documentos técnicos, quais são os materiais utilizados e em que áreas, informando assim a dimensão e quantidade exata para uso de cada material.

Dessa forma, é com base nessas informações que o engenheiro orçamentista — ou profissional responsável por essa etapa — deve calcular as quantidades de material que devem ser adquiridos em cada etapa e área da construção.

depósito de materiais de construção

Em geral todos os materiais de construção são calculados a partir da área construída. Ou seja, independentemente do material a ser utilizado, é necessário o tamanho das áreas que eles ocuparão.

Na prática, isso significa que a quantidade de material é determinada pela relação entre a área a ser construída e a dimensão do produto. Uma parede revestida de cerâmica deve levar em consideração, portanto, a sua área pelo tamanho do material.

É necessário também, levar em consideração o desperdício de material. Vale destacar que considerar esse elemento não quer dizer que ele deva ocorrer ou não ser reduzido, mas que é um resultado natural e não o levar em consideração pode atrasar a obra e levar a ainda mais prejuízos.

Além disso, há desperdício por conta de fatores que pouco são de alcance da construtora, como transporte. Uma margem segura de materiais extra, considerando a taxa de desperdício, é de 10%.

1. Faça os cálculos de forma correta

Os cálculos dos elementos devem ser realizados de forma distinta, respeitando a natureza de cada um deles. Alvenaria, tintas, pisos e revestimentos, entre outros, apresentam cálculos próprios.

Paredes de alvenaria, por exemplo, devem ser calculadas a partir da seguinte fórmula: 

Blocos (B) = 1 / (b1 + e) x (b2 + e), onde: e = espessura das juntas entre os blocos; b3 = espessura do bloco; b2 = altura do bloco; b1 = comprimento do bloco. Além disso, o volume da argamassa é definido por Volume de argamassa (V) = [1 – (B x (b1 x b2))] x b3.

Atualmente, diversos softwares realizam o cálculo de materiais de construção de maneira automática.

2. Fique atento quanto à medição de obra

Para evitar desperdício de materiais de obra, é importante também fazer de maneira correta a medição de obra, avaliando a compatibilidade entre o que foi projetado e o que está sendo executado.

3. Evite as perdas de material  

A perda de materiais sempre vai existir. Contudo, é possível reduzir de forma drástica essa ocorrência por meio de técnicas adequadas de transporte e armazenamento de materiais. Além disso, a gestão de compras contribui de maneira positiva para evitar que materiais estraguem no depósito de materiais.

4. Tenha uma equipe especializada

A equipe para realizar a gestão dos materiais, fornecedores e compras deve ser especializada. Além disso, é importante ter profissionais competentes no que diz respeito ao cálculo de materiais de construção a serem utilizados na obra.

Se o cálculo for efetuado por colaboradores sem conhecimento técnico no assunto, ou mesmo displicentes, o cálculo realizado apresenta grandes chances de ser equivocado e há grandes chances de comprometimento de todo o processo.

5. Tenha um bom projeto e um bom planejamento

Antes de ter um bom cálculo de materiais de construção, é necessário que se tenha um bom projeto e um bom planejamento de obra. O bom projeto esclarece uma quantidade mais próxima do real de materiais necessários para cada elemento e um bom planejamento indica quando os materiais serão utilizados, evitando desperdício por perda, extravio ou quebra.

6. Faça uma boa gestão de estoque

Após o material ser calculado e adquirido, é necessário fazer também uma boa gestão de estoque para que ele não seja perdido, tampouco seja danificado por conta do contato direto com sol ou umidade.

Além disso, a gestão de estoque é importante para evitar que materiais cheguem ao local da obra quando este ainda está cheio, evitando assim que o material seja armazenado de maneira inadequada.

7. Escolha os melhores fornecedores

Bons fornecedores não são apenas aqueles que oferecem materiais de qualidade a um bom custo-benefício, mas também aqueles que entregam seus produtos dentro de um prazo previamente estabelecido. Atrasos na entrega do material atrasam toda a logística da obra e elevam as perdas de materiais de construção.

8. Use técnicas científicas para o cálculo de materiais

É necessário utilizar técnicas científicas para o cálculo de materiais de construção, respeitando a natureza de cada um deles. O cálculo de revestimento cerâmico é diferente para o cálculo de tintas, por exemplo. Além disso, é necessário utilizar técnicas do orçamento de obras para melhorar

9. Utilize a tecnologia a seu favor

Outro ponto importante está relacionado a utilizar a tecnologia a seu favor, com uso de softwares de gestão e projeto que calculam os materiais de maneira automatizada. Como software, podemos indicar o OrçaFascio, que além de orçamento trabalha com a gestão completa na construção civil.

Além disso, podemos indicar a metodologia BIM, que também aborda sobre o orçamento de obra e é capaz de gerar um quantitativo de materiais de forma automática. Desse modo, você pode estar se perguntando qual o melhor app para calcular material de construção?

Não existe melhor aplicativo, pois cada profissional e empresa se adapta melhor a uma alternativa. Contudo, talvez a opção mais completa seja o plugin OrçaBIM, que alia todas as funções do software OrçaFascio com a tecnologia BIM.

Sendo assim, o cálculo de materiais de construção é fundamental para determinar a quantidade de materiais a serem adquiridos para uma obra ou etapa de construção. E você, o que está esperando para otimizar esse aspecto em seus projetos?

Gostou do que leu? Então, nos siga em nosso Instagram e acompanhe mais novidades sobre construção e gestão de obras! 

Receba todas as nossas novidades sobre a construção civil

Cadastre-se agora na nossa newsletter, é grátis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :

Posts relacionados

Veja 7 dicas sobre licitação de obras e serviços de engenharia

Ecotelhado: entenda o que é essa alternativa sustentável

NR 21: cuidados para trabalhadores em canteiro de obras