Saiba o que é concreto protendido e as suas vantagens

A história da construção pode ser explicada em grande parte pela evolução dos sistemas construtivos. E um dos elementos mais revolucionários na história recente da engenharia é o concreto protendido, que otimizou as características já conhecidas do concreto armado.

Apesar de ser um sistema revolucionário para os sistemas estruturais, ainda existem profissionais e empresas que não conhecem o suficiente sobre esse sistema. Com o intuito de abordar mais sobre o concreto protendido, preparamos este artigo especialmente para você.

Falaremos sobre o que é o material e como funciona o concreto protendido. Em seguida destacaremos as vantagens e desvantagens, tipos de concreto protendido e principais obras.

Continue lendo e confira!

O que é concreto protendido?

Concreto protendido é uma das técnicas mais modernas de sistemas estruturais na construção civil. O material é um dos que mais potencializa os atributos relacionados à resistência das construções mais robustas e que exigem o vencimento de grandes vãos.

Entre uma das vantagens do material, que iremos comentar de forma mais profunda posteriormente, temos a minimização do surgimento de fissuras e deslocamentos na estrutura, o que leva a um aumento na vida útil dos elementos, dos materiais e da própria obra em si.

Com a preparação e especialização, é possível utilizar o método para reduzir custos e construir com competitividade. E o que é de fato o concreto protendido? Esse material é referente à utilização de armadura ativa, que comprime previamente a estrutura com o objetivo de anular ou ao menos minimizar a fissuração e os deslocamentos dela.

Para entender melhor essa técnica, é necessário compreender o conceito de armadura ativa. A explicação mais técnica e elaborada sobre o tema está presente na NBR 6118/2014 que traz essa definição:

 “Constituída por barras, fios isolados ou cordoalhas, destinada à produção de forças de pro-tensão, isto é, na qual se aplica um pré-alongamento inicial”.

Assim, a armadura ativa é um aço de resistência (cordoalhas ou fios para concreto protendido) e oferece resistência muito maior à tração que o concreto armado.

Vantagens e desvantagens do concreto protendido

Entre as vantagens do concreto protendido, destacamos:

  • Flexibilidade para layout arquitetônico;
  • Maior impermeabilidade e durabilidade da estrutura pelo controle de fissuração;
  • Redução do pé direito do subsolo, o que impacta na redução de escavação e de contenção;
  • Redução do consumo de fôrma;
  • Redução do consumo de aço;
  • Redução de pilares;
  • Redução de vigas;
  • Estruturas mais esbeltas.

Já entre as desvantagens, podemos destacar:

  • Compatibilização de instalações e projetos complementares se torna mais difícil, pois furar a laje pode atingir os cabos ou cordoalhas;
  • Utilização obrigatória de equipamentos altamente tecnológicos;
  • Necessidade de domínio da técnica, o que exige projetista estrutural com experiência em concreto protendido e empresa especializada.

Tipos de concreto protendido

O concreto protendido pode ser dividido em três tipos: protensão com aderência inicial; protensão com aderência posterior e protensão sem aderência.

Protensão com aderência inicial

Esse tipo de concreto protendido é realizado no pré-alongamento da armadura atividade (fios ou cordoalhas) antes que o concreto seja lançado na estrutura. É muito utilizado em processo de concretagem de elementos pré-fabricados.

Protensão com aderência posterior

Esse tipo de protensão é aplicada após o processo de cura do concreto. Para esse tipo de concreto protendido, são utilizados macacos hidráulicos para sujeitar a armadura ativa aos valores de tensão que são calculados de maneira prévia pelo engenheiro calculista.

Protensão sem aderência

Esse tipo de protensão é executada após o processo de cura e não há aderência entre a armadura ativa e a peça de concreto. Dessa forma, a armadura é colocada em dutos com bainhas metálicas com adição do plástico.

E a escolha entre um tipo ou outro de concreto protendido varia de acordo com inúmeros fatores, como mão de obra disponível e condições particulares a cada empreendimento.

Obras em concreto protendido

Agora que você já conhece o material, saberia responder algumas obras que foram construídas com utilização desse sistema? Reunimos aqui alguns exemplos e falaremos um pouco sobre eles:

·   Museu de Arte Moderna em São Paulo (MASP);

·   Museu de Arte Contemporânea de Niterói;

·   Ponte Rio-Niterói.

Museu de Arte Moderna em São Paulo (MASP)

O MASP é um dos edifícios mais icônicos da cidade de São Paulo e possivelmente um dos mais famosos. Encontra-se na Av. Paulista, uma das mais famosas da cidade e foi projeto de Lina Bo Bardi, Ítalo-brasileira e uma das arquitetas mais importantes do século XX.

A edificação é um museu e possui apenas 4 pilares, que são contínuos e funcionam também como vigas. Há um grande vão abaixo da estrutura que permite livre circulação e aglomeração. Por isso, é um dos locais escolhidos como reunião antes de atividades civis públicas, como manifestações.

Além do design arrojado, uma das características da obra está no uso do concreto protendido, o que permitiu a existência de um grande vão.

Estrutura de concreto protendido do Masp
MASP

Museu de Arte Contemporânea de Niterói

O Museu de Arte Contemporânea de Niterói é um dos projetos mais maduros de Oscar Niemeyer, mais famoso arquiteto brasileiro do século XX, responsável por diversas obras mundo afora, como os palácios e prédios governamentais da cidade de Brasília, Igreja da Pampulha, Sede do Partido Comunista Francês, entre outros.

Niemeyer sempre admirou o concreto armado e viu nesse material o ingrediente fundamental para desenvolver a sua arrojada arquitetura. Inimigo da monotonia da forma, suas obras eram muito exigidas na questão estrutural e logo o arquiteto precisou de sistemas mais resistentes.

O concreto protendido então passou a ser utilizado e a obra mais famosa dele com uso desse sistema é o Museu de Niterói.

Estrutura de concreto protendido Museu de Arte Contemporânea de Niterói
Museu de Arte Contemporânea de Niterói

Ponte Rio-Niterói

Outra importante obra que usa o concreto protendido é a Ponte Rio-Niterói, construída na década de 1970. Seu nome original é Presidente Costa e Silva e teve a construção iniciada ainda em 1968, mas só foi inaugurada em 1974.

Conta com mais de 13 km de extensão, sendo 9 deles sobre o mar. Em seus pontos de maior altura, conta com pilares de até 30 metros. As fixações das estruturas da ponte foram feitas com uso de cabos de protensão.

Estrutura de concreto protendido da ponte Rio Niterói
Ponte Rio-Niterói

Como você pode ver, o concreto protendido é uma excelente alternativa para vencer grandes vãos e obter um resultado mais eficiente que o concreto armado. Sua utilização exige mão de obra extremamente qualificada, o que pode ser um problema para regiões mais afastadas dos grandes centros urbanos. Contudo, é uma alternativa válida para grandes projetos.

Gostou do que leu? Aproveite e conheça 16 tipos de concreto e suas aplicações nas construções.

Receba todas as nossas novidades sobre a construção civil

Cadastre-se agora na nossa newsletter, é grátis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :

Posts relacionados

Veja 7 dicas sobre licitação de obras e serviços de engenharia

Ecotelhado: entenda o que é essa alternativa sustentável

NR 21: cuidados para trabalhadores em canteiro de obras