Cronograma de obras: tudo que você precisa saber

O cronograma de obras é uma das principais ferramentas para uma obra moderna. Dessa maneira, é importante que esse elemento seja tratado com prioridade dentro de uma empresa da construção civil.

Com o intuito de esclarecer o tema, fizemos este artigo para falar sobre tudo que você precisa saber sobre o assunto, de modo que tenha em mente o que precisa para executar um cronograma de obra simples. Além disso, daremos subsídios para que você consiga fazer um cronograma complexo.

O que é o cronograma de obras?

O cronograma de obras consiste em um documento elaborado pelo engenheiro que precisa levar em consideração o prazo de duração dos serviços em uma determinada obra.

De maneira geral, o cronograma é desenvolvido em formato de planilha. As etapas são sequenciadas e divididas em períodos de tempo como semanas, quinzenas ou meses, conforme o tamanho e duração estimada de uma determinada construção.

Algumas ferramentas na atualidade dão a possibilidade de criar cronogramas de forma rápida e de fácil visualização. Estes cronogramas indicam o sequenciamento lógico das atividades a serem desenvolvidas.

Ademais, indicam também a duração de cada atividade e o profissional responsável pela execução de cada uma delas. Isso permite o compartilhamento das tarefas da obra e monitoramento do serviço.  

Essa organização impede atrasos e desperdícios, pois evidencia de forma cristalina as datas limites para entrega de materiais, contratação de mão de obra e quais atividades estão em atraso ou próxima de serem entregues (permitindo assim que o gestor peça urgência em determinada atividade).

Com todos os colaboradores tendo acesso ao cronograma, torna-se mais fácil instaurar uma cultura positiva na empresa, com maior responsabilidade no canteiro de obras, pois permite que todos tenham uma noção exata de como as atividades impactarão na execução final da obra e planejamento.

Como fazer um cronograma de obras?

Para fazer um cronograma de obras, você deve enumerar as atividades, organizar os serviços a serem realizados e definir prazos, além de contar com boas ferramentas para execução do cronograma.

Enumerar as atividades

Uma obra é resultado de diferentes atividades. Dessa forma, antes de iniciar uma construção, é importante que se tenha uma noção de todo o processo necessário para que a edificação fique pronta.

Dessa maneira, o primeiro passo que se deve tomar para montar um cronograma de obras é listar todas as atividades previstas. Isto é, desde a montagem do layout do canteiro de obras até a aplicação dos revestimentos finais.

Essa lista pode ser utilizada em diferentes projetos. Contudo, elas não serão as mesmas, necessariamente. Assim, cada obra é uma obra particular e o cronograma deve se adaptar a estas particularidades.

Organizar os serviços e definir prazos

Após listar todas as atividades que devem ser executadas no decorrer da obra, colocando-as em prática, em uma sequência cronológica de execução, é necessário estimar um tempo para que elas sejam finalizadas.

Um cronograma de obra bem planejado deve ser o mais fiel possível à realidade, embora seja difícil que o processo real se iguale fielmente ao cronograma.

Para ganhar alguma margem de manobra, é importante incluir no cronograma possíveis imprevistos ou atrasos que podem ocorrer ao longo do processo. Isso evita que expectativas sejam frustradas. Afinal, nem tudo que ocorre na obra o gestor consegue prever e é bom ter uma solução encaminhada para cada possível imprevisto.

Tenha boas ferramentas em mãos

Por fim, para montar um bom cronograma de obras, é necessário contar com boas ferramentas que tenham essa finalidade. Desse modo, algumas tecnologias contribuem de forma positiva para que se automatize processos e mescle diferentes atribuições de planejamento e gerenciamento de obras.

Vantagens do cronograma de obras

Entre as principais vantagens do cronograma de obras, destacamos:

Identificação de gargalos

O acompanhamento metódico da evolução de uma obra com o cronograma possibilita que o administrador analise não apenas o que ocorre naquele momento, mas também o que ainda está por acontecer. Assim, é possível evitar entraves e obstáculos.

Se a etapa de terraplanagem se encontrar em atraso por conta de um erro na leitura topográfica do terreno, este atraso impactará diretamente o andamento do restante da obra. Desse modo, conhecendo esse gargalo, o administrador se municia de informações para tomar as melhores decisões para mitigar o problema.

Redução de custos

Outro benefício que podemos apontar do cronograma de obras é que este documento permite e induz uma redução nos custos da obra, como com a economia de compra de insumos e materiais. Isso ocorre pois, como a ferramenta possibilita a análise do adiantamento da obra, é possível analisar informações como entrada de materiais e estoque na obra.

A partir disso, o administrador da obra consegue controlar a quantidade de insumos que entram na obra e regular o volume de compra dos produtos, evitando a compra de materiais de forma desnecessária. Além disso, otimiza a gestão de fornecedores.

Aumento do controle de prazos

Um cronograma de obras organizado e de fácil visualização permite que o administrador da obra tenha maior controle sobre os prazos de todo o processo.

 Dessa maneira, o cronograma contribui para monitorar se as datas estão sendo cumpridas e onde que os prazos podem ser adiantados, caso seja necessário.

Como o Módulo de Planejamento OrçaFascio pode auxiliá-lo

Lembra quando falamos que o uso de ferramentas pode contribuir para construir um bom cronograma de obras? Uma dessas ferramentas é o Módulo de Planejamento do OrçaFascio, que permite aos gestores das construtoras, órgãos públicos e incorporadoras, a elaboração de um planejamento de obra eficiente.

No Livro “Planejamento e Controle de Obras”, o engenheiro civil Aldo Mattos, um dos principais especialistas em Orçamentação e Planejamento de Obras, destaca:

“O planejamento de uma obra segue passos bem definidos. É quase uma receita de bolo. Em cada passo, coletam-se elementos dos passos anteriores e a eles se agrega algo. O trabalho de elaboração progressiva é bastante lógico. Para fazer a reforma de um casarão ou construir uma usina hidrelétrica, obras que têm feições distintas quanto ao tipo de construção, prazos, quantidade de recursos e complexidade, é obedecido o mesmo roteiro.” 

Dessa maneira, o Módulo de Planejamento segue um método para obtenção de diferentes documentos para a obra, como o cronograma de obras. Demonstra de modo claro e objetivo a posição de cada atividade ao longo do tempo da obra, bem com tarefas predecessoras e sucessoras. 

Além disso, entre outros recursos, a geração do cronograma e cálculo das folgas é realizada de forma automática. Isto é, permite que a visualização do cálculo da folga seja feita de forma rápida e precisa, respeitando o tempo de serviço necessário para cada atividade.

Sendo assim, o cronograma de obras é elemento fundamental para a gestão da obra. Ele deve ser feito seguindo premissas pré-existentes e de forma lógica e ordenada. Seu impacto vai além de determinar um prazo para execução da obra, mas influencia também na qualidade do empreendimento, orçamento, entre outros aspectos.

Aproveite e saiba mais sobre o assunto, baixando o e-book gratuito sobre cronograma de obra simples e funcional

Receba todas as nossas novidades sobre a construção civil

Cadastre-se agora na nossa newsletter, é grátis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :

Posts relacionados

NR 21: cuidados para trabalhadores em canteiro de obras

Saiba o que é a NBR 5410 e quando ela deve ser aplicada

Cálculo de materiais de construção: 9 dicas para economizar