Veja como fazer um laudo técnico de vistoria de obra

A entrega de obra exige cuidados e análises das nuances técnicas relativas ao projeto, de modo que seja garantida a qualidade da entrega. Para isso, é importante certificar se todas as exigências técnicas e de qualidade do projeto foram seguidas. Uma das maneiras de se fazer isso é por meio do laudo técnico de vistoria de obra.

Afinal, você sabe o que é e como fazer esse documento? Com a finalidade de falar de forma profunda sobre o tema, fizemos este artigo. Falaremos sobre como fazer um laudo técnico de vistoria de obra, o que deve conter nele, quem pode emitir e outras informações pertinentes ao tema.

Se interessa pelo assunto? Então, leia este artigo que preparamos especialmente para você!

O que é um laudo técnico de vistoria de obra?

O laudo de vistoria de obras, conforme antecipamos anteriormente, é um documento que tem como principal objetivo documentar a fiscalização sobre uma determinada construção, apresentando tudo o que foi feito e o que deixou de ser feito em relação ao projeto e planejamento anterior à execução da obra.

Além disso, vale destacar que o laudo técnico de vistoria de obra é uma exigência legal e deve ser feito após a conclusão da obra. Para a produção do documento, é exigido que um profissional devidamente habilitado o faça.

Este profissional tem a função de analisar todas as condições técnicas de manutenção e uso do empreendimento, identificando e apontando as possíveis anomalias e incongruências entre a obra pronto e o projeto. Assim, o documento esclarece a quem pertence a responsabilidade sobre cada um em etapas diferentes do projeto após a finalização da construção.

Isso é essencial porque pode ocorrer de as partes interessadas ficarem em dúvidas sobre o que de fato devem exigir ou entregar durante uma determinada etapa de obra. Desse modo, é possível identificar, ao longo dos anos, se um problema ocorreu devido a uma má execução ou por decorrência de mau uso do equipamento.

Ou seja, o laudo busca por vícios aparentes ou omitidos na entrega de uma determinada construção. Para tal, realiza um levantamento comparativo entre o que estava previsto em projeto e planejamento com o que foi de fato executado.

Ademais, também leva em conta o plano de manutenção da construção, ainda que inicial. Dessa maneira, o empreendimento consegue ter uma noção completa de como a obra foi construída — contribuindo inclusive para o entendimento do “as built” da obra.

Vale destacar que o laudo técnico de vistoria de obra contribui para a verificação do cumprimento de normas, sejam elas municipais, estaduais ou federais. Isto é, o perito consegue sugerir quais foram as mudanças necessárias para que a legislação fosse atendida.

Isso é importante para que seja reduzida a insegurança jurídica, fato que todas as partes envolvidas em uma obra querem e precisam evitar.

O resultado do processo é uma obra mais segura e dentro dos padrões da legislação. Assim, apresenta maior qualidade, durabilidade e segurança e uma grande possibilidade de se enquadrar para obtenção de selos e certificados, como o Lean e Selo Azul da Caixa.

Como fazer um laudo de vistoria de obra?

Para fazer um laudo de vistoria de obra, é importante focar nas seguintes questões.

Saber o que está sendo exigido

O primeiro passo para elaborar laudos técnicos de forma qualificada e eficiente é compreender exatamente o que o cliente almeja, quais são as informações que ele precisa buscar com esse documento. Afinal, todo o desenvolvimento será fundamental levando em consideração o que foi solicitado.

Por essa razão, durante essa etapa, é necessário se ater às necessidades do cliente, formalizar o pedido e sanar todas as dúvidas, além de tentar esclarecer todas as informações detalhadas sobre a finalidade do laudo.

Definir métodos para levantamento de dados

Após entender claramente os objetivos dos laudos técnicos por parte do cliente, é importante entender quais são os métodos que devem ser adotados para realizar o levantamento de dados. Isto é, estabelecer as formas de coletar informações relevantes para que seja efetuada uma avaliação eficaz sobre o acontecimento.

Saber qual estrutura utilizar

Outro importante passo está em saber qual será a estrutura a ser utilizada para formar o documento do laudo de vistoria de obra. Existem diversos modelos, mas o ideal é que você produza o seu próprio e o mude de acordo com a realidade e exigência da empresa.

Priorizar a objetividade do laudo

O laudo precisa conter todas as informações pertinentes para o documento, mas isso não quer dizer que ele deva ser evasivo ou cansativo para quem lê. Dessa maneira, é necessário colocar as informações de forma objetiva e clara, indicando de forma objetiva as informações necessárias.

Ficar atento quanto à linguagem utilizada

Outro ponto importante que deve ser dito sobre o laudo técnico de vistoria de obra está relacionado à linguagem utilizada. Ela deve ser forma e objetiva, além de esclarecer as questões técnicas. Portanto, uma linguagem informal e evasiva deve ser evitada a todo custo.

O que deve constar na apresentação de um laudo de vistoria técnica?

Quem faz o laudo técnico de vistoria de obra tem dúvidas sobre o que deve conter esse importante documento. Dessa maneira, deixamos a seguir uma estrutura que você ter como base para o documento:

  • Capa;
  • Falsa folha de rosto, com título do laudo incluso;
  • Folha de rosto, que deve apresentar o nome do técnico ou perito responsável pelo documento, título do laudo, data e local;
  • Resumo, com breve resumo do laudo, incluindo as conclusões obtidas e as recomendações, caso exista alguma. Em geral, o resumo deve conter em torno de 300 palavras;
  • Sumário, indicando os capítulos presentes no laudo;
  • Introdução, que definir o que é o objeto do laudo além de enunciar os objetivos gerais do documento;
  • Lista de tabelas, siglas, gráficos e abreviações;
  • Desenvolvimento — o texto do laudo sim.
  • Apêndices (caso seja necessário): no apêndice deve ser colocado tudo que for necessário para o entendimento completo do relatório, como especificações técnicas, diagramas, entre outros).
  • Conclusões;
  • Referências.

Quem pode emitir o laudo de vistoria?

Quem emite o laudo técnico de vistoria de obra é o profissional habilitado para fazê-lo. Isto é, um engenheiro, arquiteto ou empresa especializada nesse tipo de atividade.

Seja empresa ou profissional, o responsável pelo laudo técnico de vistoria de obra deve estar registrado no seu conselho profissional Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) ou Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA).

Outro ponto importante é que deve ser contratado um profissional ou empresa imparcial e idônea. Ou seja, a perícia precisa ser realizada por um profissional isento, evitando assim um laudo parcial, tendencioso e beneficiando alguma das partes envolvidas.

Geralmente os peritos são profissionais autorizados pelo CREA com especialização em perícias e avaliação. Tal especialização, embora não obrigatória, é muito solicitada no mercado, pois contribui para a isenção do documento.

Sendo assim, o laudo técnico de vistoria de obra é um importante documento para averiguar a execução de obra e indicar possíveis mudanças, além de atribuir responsabilidades sobre a construção da maneira que foi realizada.

Agora que você já sabe mais sobre a importância do laudo técnico de vistoria de obra, veja como elaborar um Relatório Diário de Obras completo e eficiente, baixando o e-book gratuito sobre o tema. 

Receba todas as nossas novidades sobre a construção civil

Cadastre-se agora na nossa newsletter, é grátis.

Downloads

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :

Posts relacionados

Construtechs ganham cada vez mais destaque no mercado

Trabalho em altura: 8 medidas para profissionais da construção

PBQP-H: o que é e como construtoras podem aderir ao programa

Gerencie seu canteiro de obras com eficiência

Faça gestão do canteiro de obras com uma ferramenta completa com soluções para compras, diário de obras e planejamento.