Logística na construção civil: 5 dicas para aplicar no canteiro

A logística na construção civil é uma ferramenta cada vez mais importante. A logística corresponde a um instrumento de administração, utilizado para prover recursos e informações para que as atividades e serviços de uma organização sejam exercidos com excelência.

E ela pode ser aplicada em diferentes setores, como é o caso da construção civil. Para aplicá-la, é importante que algumas dicas sejam seguidas. Com o intuito de abordar essas dicas, fizemos este artigo.

Falaremos sobre os conceitos básicos da logística na construção civil, como ela impacta de maneira positiva a produtividade no canteiro de obras, iremos abordar sobre as falhas que costumam acontecer quando a logística não é pensada ou planejada.  

Por fim, apresentaremos 5 dicas para implementar a logística na sua obra.

Ficou interessado? Então continue nos acompanhando neste artigo para saber muito mais sobre o assunto!

O que é logística e qual sua importância na construção civil?

Logística é um conceito administrativo, que pode ser considerado também uma técnica e instrumento. Serve para aumentar a produtividade do trabalho, adequando os recursos disponíveis, transporte e o tempo.

Dessa forma, a logística aplicada à construção civil está relacionada a diferentes fatores, como o planejamento das atividades, o abastecimento de materiais, controle de insumos (matéria-prima), entre outras variáveis do tipo.

Portanto, para garantir uma gestão integrada de todos os serviços realizados, a logística deve ser pensada como garantidor da qualidade e consequente sucesso do empreendimento.

Entre as vantagens da logística para a engenharia civil, destacamos:

  • Maior qualidade para a obra — ao acompanhar todos os serviços realizados, funcionários e materiais, a construção apresenta menos erros e, consequentemente, a entrega do produto final é de maior qualidade;
  • Redução de desperdícios — uma maneira de evitar desperdícios na construção é por meio do planejamento. E a aplicação da logística otimiza o planejamento, sobretudo no armazenamento e transporte de materiais;
  • Quanto menos planejamento e logística, maior a probabilidade de existir retrabalho. Portanto, a logística para construção civil reduz a necessidade de retrabalho e correções;
  • A logística, aliada à gestão de fornecedores, melhora o controle dos fornecedores, proporcionando para obra materiais com melhor custos-benefícios;
  • Redução de estoques — com uma gestão de estoques, evita-se o super armazenamento de materiais, assim como a falta deles em momentos cruciais da obra. Armazenar demais pode levar ao desperdício de materiais e falta de materiais durante a execução de etapas da obra leva a atrasos e prejuízos;
  • Maior agilidade na resolução de problemas — é possível evitar a ocorrência de problemas, mas eles sempre aparecerão. Dessa maneira, também é importante adotar uma estratégia e medidas para que eles sejam resolvidos da maneira mais rápida possível.

O que é logística reversa na construção civil?

Logística reversa é um conceito recente na indústria. Apesar de recente, ele já faz parte das exigências das políticas públicas, sendo instituída pela Política Nacional de Resíduos Sólidos, ainda no ano de 2010. Sua finalidade está em coletar e reaproveitar resíduos de diferentes setores industriais, bem como a construção civil.

Logística reversa, portanto, é um processo feito de maneira efetiva em uma cadeia fechada, proporcionando o retorno do produto. Dessa forma, é pensado a gestão de todo o ciclo do produto até o seu retorno à empresa para que aconteça a reciclagem, reutilização ou destinação correta, sem que haja grandes prejuízos ao meio ambiente.

Essa ação é muito importante para a gestão de resíduos sólidos na construção, um dos maiores entraves para que esse segmento se torne de fato verde.

Consequências da falta de ações de logística

Os principais problemas que costumam ocorrer em construtoras ou canteiros de obra que não implementam ações de logística são muitos. Podemos falar sobre alguns deles.

O primeiro está em redução da produtividade, pois não há uma metodologia técnica para a execução do trabalho, relacionado a fatores fundamentais como recursos financeiros, materiais, mão de obra e tempo.

Outro ponto importante está na entrega de obras em um prazo efetivo, pois a falta de logística da mão de obra e gerenciamento de materiais pode levar ao atraso de muitas etapas.

Além disso, a falta de fluxo em relação ao fluxo de pessoas e equipamentos pode ser a causa de diferentes atividades de trabalho.

5 dicas para otimizar a logística na construção civil

Agora falaremos sobre 5 dicas para otimizar a logística na construção civil. Mas antes disso, vamos esclarecer algumas questões. Afinal, quais os processos logísticos no canteiro de obras?

A logística, segundo Carvalho, a logística é dividida entre as atividades principais e secundárias. Como principais, temos o transporte, gerenciamento de estoques e processamento de pedidos.

Como atividades secundárias, ele destaca a armazenagem, manuseio de materiais, embalagem, obtenção/compras, sistemas de informação e programação de produtos.

Levando essa conceituação, além de todas as outras informações que demos ao longo do artigo, preparamos 5 dias para implementar a logística na construção civil.

1. Pensar o layout do canteiro de obras

O primeiro ponto está em pensar o layout do canteiro de obras. Isso é, pensar a disposição dos elementos (depósito de materiais, área de vivência, fluxos, entrada e saída, etc.), a fim de otimizar a produtividade no local em que a obra realmente ganha vida.

2. Trabalhar a gestão de fornecedores

A logística está intrinsecamente ligada à gestão de fornecedores. Essa gestão ocorre tanto para que seja garantido a aquisição de materiais com bom custo-benefício, quanto para a entrega de materiais que sejam realmente de boa qualidade.

3. Trabalhar a gestão de materiais e gestão de resíduos sólidos

Outro ponto importante está no gerenciamento dos materiais presentes na obra, delegando a sua utilização no momento correto, de modo que não haja materiais demais, nem de menos — mas sim na medida correta. Assim, as etapas da obra poderão ser realizadas no tempo adequado.

4. Oferecer uma boa gestão de mão de obra

Além dos materiais, é importante que seja feita uma boa gestão de mão de obra. Isso é relativo aos contratos feitos sob medida, para que o trabalho ocorra no tempo correto, sem apressar e levar a perda de qualidade, tampouco estender o prazo e gerar prejuízos.

5. Ter acesso a bons métodos de orçamento de obras

Outra dica importante é relativa ao orçamento de obra, ou seja, ao gerenciamento de recursos para executar uma obra. Por isso, a gestão deve adotar bons métodos de orçamento, incluindo a escolha de um software adequado.

Sendo assim, a logística na construção civil é uma ferramenta muito importante para a construção moderna. Além de seguir as dicas, a escolha de um software de gestão de obras tem tudo para melhorar a logística no setor.

Agora que você já sabe tudo sobre logística na construção civil, saiba como fazer a gestão de resíduos sólidos!

Receba todas as nossas novidades sobre a construção civil

Cadastre-se agora na nossa newsletter, é grátis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :

Posts relacionados

Anterior
Próximo