Proposta para licitação de obra pública: como preparar?

Ter um modelo de proposta para licitação bem elaborado é fundamental para qualquer empresa que deseja alcançar o sucesso nas construções de obras públicas.

E para os recém-chegados nesse universo das licitações, ter segurança sobre o modelo de proposta de preço é sempre uma grande barreira. Portanto, a partir disso, elaboramos este artigo, com finalidade de ensinar o que não pode faltar na elaboração de uma proposta para licitação.

Posteriormente, faremos um breve passo a passo para deixar o assunto mais claro para você.

Acompanhe!

O que não pode faltar em uma proposta de licitação de obra pública

Está profundamente equivocado quem imagina que o menor preço é tudo que importa para que uma proposta de licitação de obra pública seja aceita. Propostas mal formuladas são recusadas o tempo inteiro. E por má formulação, estamos falando tanto das propostas com um valor abaixo da realidade, quanto de empresas que não conseguem comprovar conhecimento técnico.

Portanto, é fundamental estar atento quanto às solicitações do edital, assim como apresentar uma proposta que esteja de acordo com as exigências do projeto ou serviço.

Não é incomum ver empresas submetendo propostas em licitações sem ter lido todo o edital ou oferecendo um serviço que não foi solicitado. Em alguns casos, até mesmo deixando de ofertar um serviço que foi exigido.

Dessa forma, a melhor proposta é aquela que corresponde às exigências do edital, sem fazer aquilo que não foi pedido, tampouco não entregando o que foi exigido. Para formular propostas mais coerentes, é importante seguir um passo a passo, que apresentaremos a seguir.

Passo a passo para preparar uma proposta para licitação pública

Faremos agora um breve passo a passo e, ao final, deixaremos uma dica de como você pode otimizar a elaboração de propostas. Confira!

Qualificações

As qualificações são aqueles documentos que comprovam que a empresa tem mão de obra capaz de realizar a atividade a qual está sendo exigida no edital. Por exemplo, a construção de uma ponte é um trabalho complexo, que exige mão de obra qualificada — tanto de operários quanto dos engenheiros responsáveis.

Uma das formas é por meio da apresentação das ARTs (Anotação de Responsabilidade Técnica).

Descrição do objeto

Em seguida, é necessário descrever, com detalhes, o serviço ou produto que será ofertado pela empresa. Para esta etapa, é permitido copiar de forma integral o texto contido no projeto básico — ou termo de referência.

Descrição do produto ou serviço

É necessário descrever cada serviço que será ofertado pela empresa, tendo como modelo o Termo de Referência ou Projeto básico. Estes, por sua vez, devem ser anexados à proposta.

Nessa parte do edital o solicitante deve descrever, com o maior detalhamento possível, o serviço ou produto que será contratado. Todavia, não deve abrir mão de ser claro e objetivo.

Lugar de execução

O lugar de execução dos serviços está relacionado ao local em que o trabalho será realizado — e esta informação deve constar na proposta de licitação. Por exemplo, no caso de fornecimento de concreto para uma obra, informar onde este será produzido.

Dados de uma conta bancária

A empresa, na proposta, deve fornecer os dados da conta bancária em que o solicitante pode fazer os pagamentos enquanto o contrato estiver em vigência. Não se esqueça de colocar o nome do banco, agência, nome do dono da conta, conta corrente, etc.

Validade da proposta

O tempo que a proposta será mantida deve ser indicada na proposta. É importante ficar atento, pois os editais costumam exigir um prazo mínimo, que varia de 60 a 90 dias.

Definição de valores

Outro ponto importante está atrelado ao valor do serviço ou produto.  É necessário detalhar o valor mensal e anual dos serviços a serem ofertados, assim como as condições de pagamentos.

Dessa maneira, se faz necessário a execução de uma descrição detalhada dos valores por extenso, de acordo com os gastos que serão aplicados para conclusão de uma determinada obra — o que reforça a necessidade de uma boa orçamentação de obra.  

Cláusulas no contrato

Observe se o edital apresenta uma minuta do contrato. Caso não ofereça, é possível impugná-lo, pois através do contrato, é possível saber os seus direitos e obrigações diante da administração pública.

Ainda que a minuta conste no edital, é necessário estar atento quanto às cláusulas existentes, para que estas não fujam da legalidade e acabem prejudicando a sua empresa de alguma forma.

Prazo de duração do contrato

Na proposta, o prazo de duração do contrato deve ser informado, conforme o edital. Este prazo costuma ser de doze meses.

Assine e carimbe a documentação

Ao final, é necessário carimbar o documento com as informações sobre a empresa, com razão social, nome do representante legal e seu cargo ou função dentro da empresa.

É essencial que o documento seja assinado e que esta assinatura seja feita por uma pessoa competente para o ato. Caso contrário, corre o risco de a proposta ser desclassificada por um motivo que poderia ter sido evitado.

Criação de anexos

Caso sua empresa esteja concorrendo a um edital para fornecer um serviço, é importante que sejam criados anexos, com informações sobre detalhes, prazos e a sua regularidade.

Ainda nestes anexos é importante que se crie uma lista com todos os materiais e equipamentos que serão usados para entrega do produto ou execução dos serviços.

Modelo de proposta para licitação

Por fim, é importante que se estude formas de acelerar — sem que se perca a qualidade do documento — a elaboração de propostas. É uma forma muito eficiente, mas nem sempre utilizada, é a padronização, por meio de um modelo de proposta de licitação.

O modelo não quer dizer que todas as propostas devem ser iguais, mas que a disposição das informações deve seguir um critério lógico (a legislação). Ela torna o processo mais rápido e bem menos suscetível a erros.

Dessa forma, a utilização de softwares, que utilizam esse mecanismo, pode ser um diferencial importante. O OrçaFascio, que foi feito para facilitar a organização de orçamentos para obras públicas, é muito indicado para estes casos.

Sendo assim, saber como preparar proposta para licitação de obra pública é fundamental para aumentar as chances de a proposta da sua empresa ser aceita e, assim, aumentar as receitas do empreendimento.

Gostou do que leu? Veja quais são as principais mudanças na Nova Lei de Licitações que você precisa saber!

Receba todas as nossas novidades sobre a construção civil

Cadastre-se agora na nossa newsletter, é grátis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :

Posts relacionados

Anterior
Próximo